Na noite dos pivôs, Sarandi, no Sub 13, Nacional no Sub 18 e Deportivo na prata, vencem

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

A quinta-feira chuvosa foi também de decisão dentro da quadra para o Citadino de Futsal. Além de mais um jogo pelas quartas de finais da Prata, a rodada apresentou jogos muito equilibrados na Sub 13, Sub 18. Foi a noite dos pivôs, protagonistas dos jogos.

Sub 13

14 de Julho e Sarandi fizeram um jogo equilibrado pela categoria. No primeiro tempo as equipes brigaram o tempo todo pela bola, independente as formações em quadra. Inclusive foi possível assistir o confronto das duas meninas das equipes, Antonella e Laura. O 14 arriscou mais, especialmente na bola parada, mas no final do primeiro tempo foi o Sarandi que marcou. Após o rebote da defesa na cobrança da falta, Luís Felipe pegou o rebote e abriu o placar. Na etapa final os técnicos Evaristo e Bernardo mantiveram suas melhores formações em quadra e o 14 de Julho novamente forçou mais o jogo na busca do empate. O Sarandi se defendia e contra atacava quando possível. A 3min do final a bola parada do Sarandi funcionou de novo. O lateral encontrou o chute forte de Luís Felipe. A bola ainda desviou na defesa e entrou 2 X 0. O 14 reagiu e diminuiu com Luis Pedro chutando da direita, 2 X 1. Mas o Sarandi respondeu com gol. Angel Tomas saiu da ala para o meio e bateu no canto, fazendo o 3 X 1, Sarandi. No minuto final o Sarandi perdeu seu craque, Luís Felipe, expulso, deixando o Sarandi um quatro atletas no final do jogo. Mas a equipe sustentou a vantagem e a vitória.

Sub 18

Também pela primeira fase jogaram Deportivo e Nacional. O jogo apresentou um primeiro tempo cheio de reviravoltas. O Nacional tratou de tomar a iniciativa e colocou a bola no seu pivô Tomas Mediondo. Quando ele não finalizava, ele assistia os companheiros. No primeiro gol ele sustentou a bola e e depois pegou o rebote para fazer 1 X 0. No segundo gol, na cobrança de tiro de canto, ele apareceu dentro da área as costas da marcação para ampliar. O Deportivo também teve o seu diferencial, o também uruguaio e ala Facundo. Em dois lances ele marcou duas vezes e empatou a partida. O Deportivo virou com Facundo surpreendendo o goleiro num chute do meio da quadra. O Nacional reagiu e empatou com o bonito gol de Gonzalo e voltou a virar o placar com Mediondo, 4 X 3. De pênalti, Mediondo ampliou para 5 X 3. Mas foi a vez o Deportivo reagir e Facundo fez seu quarto gol no jogo e descontou. No minuto final Igor Vargas empatou a partida em 5 X 5. O segundo tempo teve outro personagem em quadra, o 10 do Deportivo Henrique. Ele colocou sua equipe na frente no primeiro toque na bola. Pouco depois, Henrique girou sobre o marcador e ampliou 7 X 5, Deportivo. Tomas Mediondo pegou um chute de bate pronto após lateral e descontou 7 X 6. O Nacional manteve a pressão até que Sander foi derrubado na área. Mediondo cobrou o pênalti e empatou o jogo 7 X 7. O jogo ficou eletrizante com os dois times tentando o gol com o apoio das torcidas. Até que Mediondo cobrou o lateral em direção ao gol e a bola desviou Iago e entrou, era mais uma virada do Nacional no jogo, 8 X 7. A noite era de Tomas Mediondo,o craque da rodada, que sofreu uma falta na frente da área. Ele bateu e marcou o sétimo gol na partida, Nacional 9 X 7. O pivô do Nacional seguiu desequilibrando e depois de receber o lançamento do goleiro, segurou a bola e girou batendo para fazer mais um, 10 X 7, Nacional. O Deportivo ainda teve um atleta expulso e Gonzalo fechou o placar em 11 X 7 Nacional. No segundo jogo pelas quartas de final da Série Prata, Deportivo e Atlético Povo Novo fecharam a rodada e mantiveram a tônica da rodada, equilíbrio. O Povo Novo começou melhor pois fazia a bola chegar no seu pivô. Aliás foi ele, Allif, que segurou uma bola dentro da área e foi atingido por Rodrigo Cunha, pênalti. Adrian Morel marcou o gol do Povo Novo. O Deportivo apostou no jogo coletivo e deu certo. A troca de passes fez Rodrigo Cunha encontrar Duka entrando na área e ele não perdeu, empatando a partida. Na etapa final entrou em cena mais um pivô que roubou a cena. Andrey foi para a quadra para desempatar o jogo depois de três finalizações do Deportivo que o goleiro Gabriel defendeu, 2 X 1. No outro lado o goleiro Jeferson segurou as investidas sempre perigosas do Povo Novo. Já o Deportivo tratou de encontrar Andrey lá na frente e ele ampliou 3 X 1. O Povo Novo seguiu parando no goleiro e foi o tempo se esgotar. Para piorar a equipe perdeu Juninho, expulso. O 3 X 1 levou o Deportivo a largar na frente nas quartas. A Arena Eventos e Fundação Arena, tem os patrocínios de, CFC Santanense, Movilcor, Delivery Much. C.C. Corretora de Seguros, Óticas Ricardo, Postos Larratea e Larratea Pet, Uniagro e Erva Mate Charme.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp