CFL RETRO: RC Livramento comemora o bi em 2018

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

No seu segundo no novo ginásio, o Esporte Clube Guanabara, o Citadino de Futsal chegou a 2018, adaptado ao jogo mais ao jogo mais intenso numa quadra com menores dimensões. Muitos clubes, alias, tiveram proveito desta condição para se impor tecnicamente. Para o público os jogos ficaram ainda mais atrativos com alta média de gols se elevou. A competição da elite, disputada no segundo semestre, apresentou suas forças, como a ASSAF, que subiu da Série Prata onde foi campeã e fez um grande campeonato na Série Ouro. Seu grande adversário foi o RC Livramento, finalistas dos dois anos anteriores e campeão de 2016. As duas equipes confirmaram esta condição chegando a grande final do dia 17 de novembro. O jogo foi eletrizantes, tendo quatro empates além de  disputado ao extremo. Se o RC manteve a sua base, mesclando jogadores da cidade com atletas vindos de Bagé e figuras já conhecidas no futsal da região, a ASSAF, do técnico Caio Flávio, foi buscar em Dom Pedrito seus reforços, E foi um dele,  o ala Kallison, que abriu o placar da final para a ASSAF. O RC Livramento empatou a decisão com Rodrigo Peixoto. A pressão do RC seguiu parando no goleiro Wallison. Já a ASSAF era efetiva e voltou a frente no placar com Robson Binho. O RC voltou a correr atrás do empate e conseguiu com Vini, fechando o primeiro tempo. Na etapa final o RC manteve a estratégia de pressionar a ASSAF na sua quadra, mas perdeu um dos principais jogadores, o ala Vini, que após uma falta reclamou da arbitragem.  O jogo então mudou com o RC compensando o atleta a menos, com uma formação mais defensiva e conseguiu resistir a pressão que agora era da ASSAF. Mas dois minutos depois, quando o RC pode substituir o atleta expulso, a ASSAF voltou pela terceira vez a frente com Kallison, 3 x 2. O RC teve que pela terceira vez buscar o empate e conseguiu com Rodrigo Peixoto, novamente. Depois disso o RC resolver mais mais velocidade ao jogo,  apostando no maior jogo coletivo e finalmente conseguiu pela primeira vez pular a frente do placar, Marcelinho completou o contra ataque.  Mas a ASSAF não se abalou e foi  em busca do empate num belo passe de Rafael, que o pedritense Phelipe completou para o gol, empatando pela quarta vez a decisão. O equilíbrio da decisão se estendeu até os minutos finais, quando o RC usou o entrosamento do seu grupo para voltar a frente. O artilheiro da noite, Rodrigo Peixoto, marcou pela terceira vez e recolocou o RC na frente. O jogo ficou aberto no final com a ASSAF arriscando tudo n busca do empate. Mas o RC tinha o contra ataque a sua disposição e foi assim que Yuri lançou e Fernando Merenda marcou o 6 x 4 e enfim o RC confirmou sua segunda conquista do CFL 2018.

RC LIVRAMENTO 6: Ângelo Valente (P. Físico) Dodó Petron, Thiago Baiano, Fernando Merenda, Kadico, Marcelinho, Lucas, Andrey,  agachados, Ygor Valente (Técnico) Dudu Lence, Rafinha, Rodrigo Peixoto, Giovane Fernandes, Luciano, Yuri, Vini, Wagner, Dudu.

ASSAF 4: Junior, Caio Flávio (Técnico) Phelipe, Kelvin, Roberto, Lucas , Kallison, agachados, Wallison, Robson Binho, Márcio Belleza, Willian, Fernando, Dudu, Dener, Rafael, Henrique.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp