RETROSPECTIVA CITADINO DE FUTSAL

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp




Enquanto a bola não volta a rolar em 2020, embora todos os preparativos estão sendo tomados neste sentido, a Arena Eventos abriu seus arquivos a convida os aficionados pelo futsal da Fronteira e fazer uma viagens nestes 11 anos de Citadino de Futsal. Através dos registros fotográficos a Arena Eventos se utiliza de seus plataformas digitais para fazer uma retrospectiva, recuperando a história dos vencedores do CFL desde 2009, quando o futsal retomou sua hegemonia como modalidade mais praticada na Fronteira.

Internacional, o primeiro campeão
O ano era 2009 de a Arena Eventos assumia definitivamente a organização do Citadino, tinha vivido uma experiência no ano anterior (2008) como Taça Casa dos Troféus. A Arena manteve o local de realização, o ginásio do Irajá Atlético Clube, mas implantou uma nova visão sobre o evento, que tornou-se mais atrativo ao público a partir de investimento em estrutura. Clubes tradicionais abrilhantaram a competição, caso de Avilã, Aliança, Santos, Vitéllio, entre outros. Internacional e Milan chegaram a grande final e o Internacional, do técnico Valdir Goggia, goleiros Picasso e Paulo Vianna e jogadores como Evandro, Helinho, Keno,, Ygor, Giovanne e Felipe, acabou campeão. O Milan, do técnico Luís Carlos Silva tinha nomes como o goleiro Paulo Capincho, Luis Paulo, Claiton, Índio e Anderson, entre outros. Muitos destes atletas ainda jogam o campeonato e alguns deles voltaram as quadras do CFL em 2019, 10 anos depois, para a disputa do Citadino Master.

Escalações
Internacional: Paulo Vianna, Evandro, Márcio, Picasso, João Carlos Helinho, Felipe ,técnico Valdir Goggia. Agachados, Keno, Padilha, Giovanne, Marcio Belleza e Ygor. Técnico: Valdir Goggia

Milan F.C. Luis Carlos, Técnico, Paulo Capincho, Luis Paulo, Guilherme, Claiton, Victor. Agachados, Índio, Rafael e Anderson. Técnico Luís Carlos



Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp